Cartomancia – Oráculos mais usados



  

Na arte da cartomancia*  também há outros três oráculos em forma de cartas que estão entre os mais usado no mundo inteiro: Tarô de Marselha, Tarô egípcio e Baralho Petit Lenormand. Descreverei aqui uma resenha de cunho pessoal sobre suas peculiaridades.

O Tarô de Marselha leva esse nome por sua origem na cidade de Marselha (marseille) na França, com ascenssão na Idade Média usado como "forma de distração" da corte francesa. Seu baralho contém 78 cartas, subdividido em 22 arcanos maiores e 56 arcanos menores, sendo até hoje uma fonte muito abrangente para rever o passado, compreender o presente e prever o futuro.

O Tarô Egípcio tem por finalidade o autoconhecimento e a busca de soluções para as situações do dia a dia, pela leitura de suas 22 lâminas. Autenticamente, como seu nome designa, ele foi criado pelos egípcios, que o desenvolveu através de ideogramas contidos no Livro de Thot**  (que é o próprio tarô), em busca de sabedoria e harmonia entre o Homem e o Universo.

Leia também:  Previsões para 2017 - Brasil e Mundo - Astrologia




O Baralho Petit Lenormand se compõe de 36 cartas, e sua criação e leitura foi atribuida à francesa Marie Anne Adelaide Lenormand, que tinha como um de seus clientes Napoleão, no século XIX. Com o passar dos tempos ele foi adaptado,e acredito, que assim como naquela época, suas respostas são extremamente claras e eficientes.

Relatei um pouco destes oráculos, com suas histórias que foram estudadas uma a uma, afim de aproximar ao máximo suas verdadeiras origens e uma compreensão de modo simples e objetivo, e deixo aberto um espaço para opiniões que divergem ou apoiam tais resumos acerca da descoberta e autoria dos mesmos.

Por Ivi Izys



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *