No mapa astral é possível saber as características e o signo da pessoa que será seu par amoroso.

Talvez a pergunta mais ouvida pelos astrólogos e por quem estuda astrologia é se no mapa astral, no horóscopo e a partir dos signos e dos planetas é possível saber se dá para ver se tem alguém que a pessoa vá conhecer, namorar, se apaixonar, gostar, se relacionar e se vai ser recíproco. Mas calma, muita calma nessa hora. É verdade que dá para ver isso tudo, mas diferente de um jogo de tarot, o mapa astral tem que ser estudado com uma cautela, pois as respostas não são instantâneas como nos jogos e cartas.

Em um mapa astral é possível ver muitas coisas sobre relacionamento, principalmente nas casas. Há duas formas de vê-las. (Acesse o link clicando aqui (www.horoscopo-astral.com/index.php), você pode fazer seu mapa astral gratuitamente e vai entender o que está sendo escrito nesse artigo). Há 3 tabelas e dois grupos de casas (fique atento ao segunda e a terceira tabela). As casas V e VII costumam falar o que você vai buscar para os relacionamentos amorosos. Esse já é um ponto. Nesse site que indiquei, você pode encontrar um botão escrito “textos” onde você pode ler interpretações sobre elas e o restante do mapa.

Quando for para a terceira tabela você vai poder encontrar mais informações sobre relacionamento sempre que você olhar para todos os planetas e signos com a inscrição V e VII, mas o pulo do gato está em uma coisinha chamada “asteróide”. Sim. O que poucas pessoas sabem, mas o asteróide Juno (no site, clique em “outros planetas”) vai apresentar o signo que mais tem a ver com a personalidade da pessoa que você realmente vai se juntar. Em mapas mais específicos e profundos, é possível ver onde Juno está localizado, ou seja: qual casa, e você pode saber onde você vai encontrar a pessoa amada e que está destinada a você. Por exemplo, uma pessoa que tem o asteróide Juno em libra e que esse asteróide está localizado na casa 11 vai se atrair por uma pessoa mais charmosa, diplomática, divertida e provavelmente deve conhecê-lo entre amigos ou então em alguma causa social, humanitária, que envolva questões desse tipo.

Por Yamí de Araújo Couto

Amor e mapa astral


O mapa astral de revolução solar é feito, geralmente, a partir do aniversário de cada ano da pessoa. Entenda como funciona e como ele influencia na vida das pessoas.

Você sabia que você possui uma espécie de mapa astral novo a cada ano? Revelador, não é? Poucas pessoas sabem sobre a existência do que é chamado pelos astrólogos de “Revolução Solar”. O mapa de revolução solar é feito, geralmente, a partir do aniversário de cada ano da pessoa. Isso não muda o seu signo de nascimento, ele continua sendo o mesmo, porém, os outros planetas podem sofrer alterações, além de casas, movimentos e trânsitos entre eles.

Mas o que isso muda necessariamente na vida da pessoa? Bem, a personalidade pode atenuar muitas características e enaltecer outras. Os lados emocional ou racional podem ficar mais fortes, por isso é importante comparar com o mapa astral, ou seja, o de nascimento da pessoa.

A revolução solar é muito boa para apontar as questões que estão para acontecer esse ano. Muitos astrólogos costumam dizer que o ano da revolução solar só começar a partir do dia de aniversário da pessoa, ou então a partir do início do ano, quando áries, o primeiro signo do zodíaco desponta (o que acontece no mês de março), mas eu, pessoalmente, descordo que exista uma data certa, pois eu já vi muitas previsões se adiantarem e atrasarem de pessoa para pessoa. Há argumentos que dizem que isso depende energeticamente também da pessoa e como ela é capaz de trazer as mudanças para sua vida, mas mais uma vez, isso depende muito e pode variar de caso para caso.

A revolução solar não é tão simples de ler, pois ela também pode sofrer alterações. Existem vontades, liberdades de escolhas. Alguns estudiosos afirmam que é necessário comparar o mapa astral com o mapa de revolução solar para saber quais acontecimentos se repetem nos dois para poder então afirmar de forma precisa quais devem acontecer com mais certeza no ano da revolução solar. Para que você possa entender, o mapa astral funciona como bússola da nossa vida inteira, enquanto a revolução solar só nos mostra uma período curto de tempo, um pedaço mais aprofundado do mapa astral.

Se você se interessou em conhecer e quer fazer a sua revolução solar (Solar Return), você pode clicar aqui (www.astrologyonline.eu/Active_Astrology/Active_Astrology.asp) para fazer a sua, mas o site está todo em inglês. É possível baixar um texto em pdf todo em inglês que tem uma interpretação da sua revolução solar.

Por Yamí de Araújo Couto

Revolução solar


Sextil é bastante favorável, vem trazer toda a parte de oportunidades, bonança, popularidade, talento, atração, expressividade e colaboração. Já na oposição há um conflito, algo que possa vir a ser mal entendido mais tarde e precisa ser trabalhado.

Vamos falar de ângulos em mapas astrais? Pois bem, por que deveríamos falar sobre eles? Os ângulos em mapas astrais definem muito como somos capazes de agir e principalmente o que tem mais força para acontecer em nossas vidas e como vamos reagir a o que vier. Parece interessante, não é?

Existem ângulos mais tensos que outros e aqueles que podem vir como bálsamos para a gente. Hoje nós vamos falar de sextil e oposição.

Sextil é uma posição bastante favorável, na verdade ele é o que tem mais poder dentro de qualquer mapa astral. O seu ângulo é de 60º e vem trazer toda a parte de oportunidades, bonança, popularidade, talento, atração, expressividade e colaboração. Geralmente é onde a pessoa mais se sobressai. Isso o ocorre, pois há harmonia de energias dentre planetas e signos, gerando uma comunhão indissociável. Os elementos que tendem a ocorrer essa posição angular, ou são ar e fogo ou terra e água, pois esses dois conjuntos entre si formam pares perfeitos, que se compreendem e trabalham juntos em um prol maior. Ou seja, não há resistências para algo que precisa fluir, tanto para o lado emocional, quanto para o lado mais racional. Há liberdade, estímulo e impulso, por isso que é uma posição tão favorável, pois é tudo o que precisamos na verdade em nossas vidas.

Agora, quando nos deparamos com uma oposição, temos um conflito, algo que possa vir a ser mal entendido mais tarde e precisa ser trabalhado para não virar uma bola de neve. Isso acontece, pois há a mesma energia sendo trabalhada, só que isso para direções opostas, causando a confusão, ou então, mais vigor para que o desejo dessas duas energias sejam atendidas. Por isso é preciso cautela, principalmente se você tem oposição não apenas no seu mapa, mas combinando seu mapa com o de outra pessoa. É onde necessariamente vocês vão ter que trabalhar para vencer alguns obstáculos de entendimento juntos.

No artigo passado falamos sobre quadratura e trígona, que são duas posições que definem bastante boa parte dos nossos mapas, caso você tenha perdido, dê uma olhada nas últimas postagens do blog para ficar por dentro de mais informações sobre ângulos nos mapas e como eles agem.

Por Yamí de Araújo Couto

Aapa astral


Entenda o que é Trígono e Quadratura e o que eles indicam.

Você sabe o que é trígono? Ou então já ouviu falar de quadratura? Se você começou a estudar um pouco sobre astrologia agora, vamos apresentar um pouco sobre esses conceitos que são falados com certa frequência no meio dos astros, mas antes, é preciso que você tenha um exemplo de mapa nas sua frente para você entender onde eles estão e como identificá-los. Caso você não possua um, clique aqui (avi.alkalay.net/articlefiles/2007/10/avi.png) para poder visualizar um.

Trígono e quadratura são duas de muitas nomenclaturas para os ângulos entre planetas, signos e casas que quando atuam entre si, geram determinados fenômenos, acontecimentos, formação de personalidade e situações diversas. Esses ângulos ficam marcados no mapa astral com as cores vermelha, azul e verde. Em alguns casos, há mapas com marcação rosa.

Começando pelos trígonos, é todo ângulo no mapa que forma entre 3 elementos um ângulo de 120 graus. Os trígonos são uma das posições mais favoráveis de um mapa. Os trígonos vão acontecer quando os planetas estão com signos do mesmo elemento, gerando facilidade e harmonia nas áreas propostas da vida da pessoa. É como se você visse amigos se ajudando e colaborando entre si, pois tem aspectos muito similares que fazem unir ainda mais essa relação. Os trígonos são refletidos a partir de linhas azuis. Alguns astrólogos costumam afirmar que não existe trígono negativo, ou seja, marcado por linhas vermelhas. Seu desenho é marcado por um triângulo.

Agora vamos a quadratura. A quadratura é marcada pelo ângulo de 90 graus. Pode sugerir alguns impasses, dependendo das cores das linhas que serão representadas, ou seja, dos planetas e a posições que ocupam. Costuma acontecer entre planetas pertencentes a mesma energia que os rege. Não há uma rivalidade e nem sugere uma competição desleal, mas há um tipo de energia que serve para impulsionar os planetas e signos que foram designados ao mapa para saber quem deve se sobressair. Nesse caso, existem quadraturas mais tensas que serão marcadas por linhas vermelhas e outras azuis, onde a energia será mais proveitosa. Seu desenho é marcado por um quadrado.

Caso você não consiga enxergar essas linhas e ângulos, há uma tabela com todos os signos e planetas, além de seus ângulos, para poder mostrar melhor o mapa. Essa tabela costuma ficar no canto inferior esquerdo do mapa.

Por Yamí de Araújo Couto

Trígono  e quadratura


Em nosso mapa astral, Urano vai nos dar a liberdade para experimentar, criar, testar e ver como podemos ser melhores do que somos hoje.

O planeta Urano vem com um sentido muito maior do que as pessoas estão acostumadas a lidar. Urano vem para nos despertar a um conceito muito mais profundo que temos que lidar em nosso dia a dia.

Urano nos diz a direção que temos que seguir e como devemos entender o coletivo, a consciência coletiva. Em nosso mapa astral, Urano vai nos dar a liberdade para experimentar, criar, testar e ver como podemos ser melhores do que somos hoje. É aquela nossa parte insatisfeita que sempre vai buscar por coisas novas, criar, criar sempre. Esse é o sentido da vida, certo?

O mundo das ideias é onde nós conseguimos demonstrar a originalidade, aquilo que está dentro de nós e que nos faz únicos. Urano vai ajudar nesse despertar e vai até cobrar para que você saia das suas amarras e finalmente demonstre e mostre aquilo que você sempre teve vontade de ser, mas por alguma razão ainda se sente preso para fazer. Por que não tenta hoje e tenta agora?

Um dos aspectos mal concebidos e entendidos em Urano é sobre sua interpretação. Muitas vezes achamos que para ser o que nós sempre soubemos o que somos é escolher pela solidão e acabar se afastando de pessoas que são diferentes de nós e possuem propósitos diferentes. Na verdade isso não faz de nós originais, mas sim presos a ideias fixas.

As pessoas precisam enxergar aspectos diferentes para que possam aprender a ver outros lados e também aprender. Essa concepção de "julgamento" sobre certo e errado também pode vir a tolir Urano e tornar inférteis seus campos mais prósperos. Urano nos pede que amemos a nós mesmos, o mundo e aos outros de forma incondicional, aceitando nosso espaço e também que cada um tem o seu.

Urano também é responsável por reger a astrologia, por isso é possível olhar para os céus e sentir esse imenso contato quando se estuda sobre o assunto. Além disso, Urano vem nos avisar sobre as promessas daquilo que nos reserva o futuro, sobre os insights, sobre aquelas dicas que o universo parece nos enviar, mas muitas vezes não nos damos conta ou então não damos a devida relevância.

Urano sempre terá um propósito maior, pois é nossa raiz astrológica. Faz parte da nossa evolução.

Por Yamí de Araújo Couto

Urano


Plutão é o planeta que vai dialogar com a sensibilidade, o lado sexual, o lado mais místico e vai nos influenciar sobre como tratamos o assunto da morte e das transformações.

Vamos ao planeta mais misterioso de todos quando o assunto é zodíaco: Plutão. Sim, planeta. A Nasa pode ficar com seus impasses sobre considerá-lo planeta ou não, mas desde sempre ele foi considerado pela astrologia e principalmente suas influências que fazem toda diferença na hora de estudar os astros.

Plutão é o planeta que vai dialogar com nossa sensibilidade, nosso lado sexual, o nosso lado mais místico e também como vai nos influenciar sobre como tratamos o assunto da morte e das transformações.

Plutão é o signo regente de escorpião, então não é de se admirar que plutão vá mesmo falar dessas questões. Como as pessoas costumam saber, escorpião possui seu lado misterioso e sombrio, onde escondem os segredos profundos.

Plutão, como poucos sabem, não gosta de ficar parado. Ele vai impulsionar você a buscar o que realmente veio aqui nesse mundo para buscar. É aquela força a mais que precisava o planeta Marte (como se ele já não tivesse o bastante).

Plutão deve ser analisado com muito cuidado, pois é onde vemos as fases que seremos transformados e principalmente por onde vamos passar. A transformação de plutão costuma ser dolorosa, mas necessária. Infelizmente ainda temos de aprender na dor, pois é quando damos valor aquilo que nos foi passado e não cometemos os mesmos erros. Faz parte da evolução de todos.

Plutão também é a nossa parte mais sensível sobre sentir o outro e situações. É como conseguimos ler o que está escondido e ver além do que se vê. Plutão vai nos transformar quando passamos de crianças e adolescentes para finalmente encarar os problemas da vida adulta. É quando uma criança vem ao mundo e sai do seu estágio de não ter contato com o mundo externo. Esse é o real sentido de nascimento.

Na sexualidade, plutão vai nos revelar sobre aquilo que podemos chamar de “fetiches”, aquilo que interferiu ao longo de uma vida e acabou por ser refletido na vida íntima. É onde encontramos partes de nós que muitas vezes temos vergonha ou não queremos admitir, mas faz parte de nós, é mais forte que nós e uma hora isso tem de sair.

Por Yamí de Araújo Couto

Plutão


Netuno é o planeta da ilusão e nos dá um sentido elevado de intuição.

Chegamos ao planeta da ilusão.

Netuno é um planeta perigoso em muitos sentidos, mas não que ele possa nos ferir ou algo do tipo. Muito pelo contrário. Com seu jeito persuasivo, ele vai nos estimular que nós mesmos nos sabotemos e não enxerguemos um palmo a nossa frente. Com seu ar gracioso e sabendo exatamente nossos pontos fracos e conquistar justamente por eles.

Se você pensar: Mas isso não parece tão errado.

Talvez não, mas quando encaramos isso com nossa realidade, a verdade parece dolorosa e ninguém aceita isso da melhor forma possível.

Lógico que Netuno também tem seu lado positivo. É a partir dele que vemos o que realmente queremos, mas para conquistar, aí já é uma outra história.

Nós, quando nos sentirmos fragilizados, dependendo do signo posicionado no planeta Netuno, vamos agir como vítimas e chorar até nossa própria sorte mudar, enquanto nós deveríamos estar fazendo isso sem reclamar. Ah, se por acaso aparecer um agente salvador, que realmente possa se importar com nossa situação vitimista, seja essa uma pessoa, um plano ou qualquer coisa que venha para nos levantar da nossa birra no chão, vamos nos apegar a isso e depositar mais uma vez todas as nossas expectativas, nos sujeitando mais uma vez a quebra de algo que nós mesmos causamos.

Netuno também nos dá um sentido elevado de intuição. Pelo canal de Netuno podemos realmente fugir de algumas ciladas e conhecer as pessoas pelo cheiro, pelo tato e pelo jeito como se comportam. Netuno ajuda a ligar aquela "antena" e mostrar com quem estamos lidando.

Talvez não estejamos prontos para entender as mensagens que Netuno vem para nos passar, pois não é tão simples quanto parece. Há um sentido mais profundo e estamos preocupados com conquistar coisas que muitas vezes podem nos levar a lugar nenhum, daí que saem nossas ilusões.

Netuno rege o signo de peixes, então não é de se estranhar que você veja os piscianos com a cabeça nas nuvens, sempre imaginando as situações perfeitas, sonhando com um amor idealizado e vivendo em um mundo próprio que quase ninguém tem acesso. O amor é o aspecto mais importante para Netuno e Peixes.

Por Yamí de Araújo Couto

Netuno


Júpiter nos diz como nós podemos nos expandir em todos os setores da nossa vida, que signo será responsável por essa expansão e como ela deve ser percorrida ao longo da nossa jornada.

Se você estuda sobre astrologia, ainda está nos estágios iniciais ou então você chegou aqui por acaso e está tentando entender como os planetas funcionam em cada setor da nossa vida, talvez um dos planetas menos falados sobre suas funções em nossos cotidianos, seja o planeta de Júpiter.

Estamos acostumados a falar mais sobre aqueles que nos falam abertamente sobre nós, nossas emoções, nossos relacionamentos e nossa forma de agir, mas Júpiter vem nos trazer informações importantíssimas e que podem fazer toda a diferença para quem está buscando evoluir no sentido mais espiritual da palavra.

Júpiter nos diz como nós podemos nos expandir em todos os setores da nossa vida, que signo será responsável por essa expansão e como ela deve ser percorrida ao longo da nossa jornada. Júpiter vem nos falar sobre nossos “dharmas”, ou seja, nossa sorte, nossa missão, o que de fato viemos fazer aqui, já que não viemos a passeio (sinto muito se você tem essa certeza, mas não faria o menor sentido nascer apenas para viver e depois morrer. Na astrologia e nas demais áreas espirituais, buscamos sentidos e funções e é exatamente isso que Júpiter vem nos lembrar).

Júpiter trabalha muito bem como Saturno, planeta da responsabilidade e do “Kharma”, ou seja, aquilo que não foi resolvido no passado e precisa ser resolvido agora. Aquilo que a vida te cobra, mas você demora demais para resolver. É como se ambos os planetas funcionassem em comunhão. Enquanto Júpiter apresenta o que você deve fazer, Saturno vem cobrar para ver se você realmente fez. E lógico, tudo tem suas consequências.

Júpiter nos pede que vejamos as coisas de forma mais ampla, pois é dessa maneira que encontramos nossas soluções e enxergamos aquilo que realmente vai fazer todo o sentido para nossa existência.

Júpiter é o planeta dos signos de sagitário e peixes, e é o planeta que realmente nos faz refletir sobre sermos generosos, saber olhar para o outro, é o que explora a nossa inteligência e a forma como aplicamos isso para um bem maior, nobre, que de fato as pessoas precisam trabalhar para terem um canal mais aberto com as alas superiores das espiritualidade.

Por Yamí de Araújo Couto

Júpiter


Marte nos diz como agimos perante aos nossos instintos.

Quando estudamos sobre os impactos dos planetas na nossa vida cotidiana, principalmente se estamos falando sobre signos do zodíaco e mapa astral, Marte é um dos planetas mais citados, provavelmente.

Marte em nosso mapa astral fala muito sobre como nós somos e agimos. Geralmente quando eu peço para ver o mapa de alguém e a pessoa não lembre tudo de cabeça, Marte é um dos signos que eu peço primeiro.

Por conta de sua distância com nosso planeta, Marte interfere mais do que a maioria dos planetas. Traduzindo isso para a prática, Marte vai nos dizer como agimos perante aos nossos instintos. Marte é o planeta da Guerra, que rege os signos de Áries e Escorpião, então os nativos desses signos sentem ainda mais suas influências.

Marte vai nos dizer como agimos a partir da impulsividade, sendo nossa ou de outra pessoa. É como agimos, a nossa velocidade em atuar e fazer as coisas, é também a nossa parte masculina, independente de gênero que pertencemos. Marte, para os homens, é a forma como eles se comportam sexualmente. Marte, para mulheres, é o que elas procuram em um homem e também pelo que atraem na arte da conquista e das relações sexuais. Marte é energia e o que fazemos com ela.

Marte por ter uma enorme força, pode ser tido por alguns signos que encaram toda essa assertividade, força e impulso como algo nocivo e até perigoso, justamente por Marte ser impaciente, querer as coisas para ontem e já. Marte também costuma apontar para os acidentes e perigo com quedas, carros, armas, ferimentos na parte da cabeça ou do rosto e até morte violenta, por isso também é muito importante ver se a posição de Marte não pode estar em conflito com alguma parte do mapa.

Para você entender bem como funciona a questão de “ação e reação” com uma pessoa, é sempre bom analisar Marte em conjunto com o planeta de Mercúrio. Mercúrio fica responsável pela parte do pensamento, de absorção de informação e formação de opinião e Marte vai ser a forma como isso é externalizada para o mundo de fora, de forma que as outras pessoas recebam e entendam a mensagem.

Por Yamí de Araújo Couto

Marte no mapa astral


A Lua representa a infância do indivíduo, a casa materna, o vínculo materno.

Para os ligados em astrologia, é comum buscar os traços de personalidade, caráter, desafios e dificuldades através da leitura do mapa astral, encontrando o elemento Lua nele. Mas o que isso quer dizer? Quando a sua Lua está em um signo, como isso afeta a sua vida?

Sabemos que o signo Solar é aquele do nascimento, determinado pelo período de nascença. Já a Lua, representa o reflexo da luz Solar, isto é, representa a infância do indivíduo, a casa materna, o vínculo materno. Na infância, construímos nossa visão de nós mesmos, ou seja, a auto imagem. É a partir da nossa formação que surge a determinação de como acontece nosso desenvolvimento, tanto sentimental quanto emocional. A Lua representa nossa formação, o EGO, chamado de lado psíquico inferior.

Um psicólogo é capaz de ajudar uma pessoa a detectar quais características emocionais que atrapalham ela hoje foram definidas ainda na infância e carregadas no subconsciente durante toda a vida. A Lua ajuda nessa parte, representando o ambiente cujo bebê se formou, onde passou seus primeiros anos de vida, como foi a sua infância e o que disso veio em sua construção de emocional de adulto.

A Lua fala também sobre a nossa imaginação e sensibilidade, no sentido de como recebemos as coisas de fora para dentro e de dentro para fora. Reações, hábitos, memórias, construção de mundo, adaptação ao ambiente. Em personalidades femininas, pode ser que a Lua atua predominantemente nas caraterísticas de personalidade, fazendo com que ela não se identifique com seu signo solar.

Já no corpo físico, a Lua diz respeito à área gástrica, isto é, o processo digestivo e o estômago, bem como a linfa, os fluídos corporais, a visão (o olho esquerdo) e os órgãos reprodutores internos femininos. O nosso subconsciente está sempre muito ligado ao signo em que se encontra a nossa Lua.

A sua Lua vai descrever o seu desenvolvimento afetivo, reações e hábitos emocionais. O signo da Lua define a natureza das emoções, enquanto a Casa onde a Lua se encontra vai representar em qual área essas emoções são despertadas.

Por Carolina B.

Lua no mapa astral


As casas IV, V e VI regem os aspectos mais profundos de vida.

Estamos na segunda parte sobre casas astrológicas e como elas regem as mais diversas áreas de nossas vidas. A primeira abordou o papel das casas I (um), II (dois) e III (três). Agora vamos compreender o que as casas IV (quatro), V (cinco) e VI (seis) conseguem reger nossos aspectos mais profundos de vida. Há um total de 12 casas. Fica ligado e não perde as explicações, se você perdeu, busca nas últimas postagens do site.

Começando pela casa IV é onde nos deparamos na parte mais sensível de qualquer ser humano, que são as nossas raízes, a nossa família e de onde vieram as nossas origens. A casa IV também reflete como lidamos com nosso lar, como nos comportamos e como organizamos a nossa casa, a figura masculina que é mais forte para nós (o pai, no caso), o que se precisa emocionalmente para se sobreviver e nossas bases. É muito comum enxergar pessoas que tenham problemas na família com tensões nessa casa, ou signos retrógrados, pois já denotam os traumas e pegam justamente a raiz deles.

A casa V é uma das casas mais leves. Casa do prazer em suas mais variadas formas. Aqui podemos encontrar as diversões, os relacionamentos mais breves (podem ser os namoros), as amizades, como a pessoa opta se divertir, a criatividade, o relacionamento da pessoa com as crianças (podendo ser filhos), os flertes e a criatividade. Você quando possui casas dentro dessa casa, ou no caso da revolução solar (mapa astral anual de cada pessoa) quando há linhas saindo dessa casa, costumam denotar inícios de relacionamentos.

A casa VI é a casa da limpeza e a casa da saúde. Aqui você sabe reconhecer se a pessoa pode ter algum problema ou complicação na saúde. Também a casa do trabalho, da rotina, da organização e como a pessoa se comporta para organizar tudo o que rege a nossa parte mais “burocrática” do dia a dia. Não é a toa que essa casa é regida pelo signo de virgem, mas o signo pode mudar conforme o ascendente da pessoa.

Algo extremamente importante: cada casa é regida por um signo, começando pela casa I (um) temos áries, II – touro, III – gêmeos, IV – câncer, V – leão e VI – virgem. O restante eu vou contando para vocês nos próximos artigos, mas mais uma vez, a ordem dos signos em cada casa a partir do seu ascendente, então mesmo que a casa I seja do signo de áries, se o seu ascendente for gêmeos, o signo que rege a sua casa se torna gêmeos. Bem entendido?

Por Yamí de Araújo Couto

Casa Astral


As casas são conhecidas por refletirem cada aspecto da nossa vida, nosso passado, presente e futuro, as propensões da nossa vida, coisas que temos que resolver, é onde estão nossas informações mais importantes.

Se você já conhece um pouco sobre signos, talvez esteja na hora de você conhecer um pouco mais sobre como é formado o mapa astral, as áreas de influência e o que cada uma significa na vida das pessoas.

Vamos dividir o estudo das casas astrais em 4 partes, sendo essa é a primeira. Então, fique ligado para não perder nenhuma parte do estudo.

As casas astrológicas são conhecidas por refletirem cada aspecto da nossa vida, nosso passado, presente e futuro, as propensões da nossa vida, coisas que temos que resolver, enfim, é onde estão nossas informações mais importantes. Para esse primeiro momento, vamos começar com as casas I (um), II (dois), e III (três), em um total de doze casas.

A casa I é regida pelo nosso ascendente. Já falamos sobre isso aqui, mas para relembrar um pouco, é o signo responsável por ser nosso cartão de visita para o mundo externo, ou seja, como as pessoas nos veem e compreendem. Esse signo é regido pela nossa hora de nascimento, no dia em nós nascemos. Dessa forma, a casa um vai ser entendida com o mesmo intuito, ela vai nos apresentar ao mundo e nos guiar na forma como vamos ser apresentados.

A casa I também fala um pouco sobre nossos propósitos, sobre coisas que realmente nos importam, missões e funções e até nosso corpo físico.

A casa II é a casa de posses, ou seja, a partir dessa posição você consegue entender como lidar com o lado material, com dinheiro, com aquilo que você possui e sua gestão. Também aponta sua tendência a ganhos monetários, aos cuidados e até como todos esses aspectos regem a nossa vida. Regem também nossos talentos, nossos recursos.

A casa III é a casa da comunicação, ou seja, como nos expressamos para as pessoas que nos envolvem na vida. Reflete também a nossa educação básica, as viagens de curta distância, os parentes de segundo grau (primos, irmãos), como o comércio pode nos afetar (sim, seja na hora de você ter posses e possa agir com ele, ou como você age na hora das compras).

O importante de analisar as casas é analisá-las separadamente, mas como funcionam posteriormente em conjunto com os signos e planetas responsáveis pelas áreas buscadas.

Por Yamí de Araújo Couto

Sasa astral


O Mapa Astral é um guia que faz revelações comportamentais, mostrando aspectos fundamentais na vida de cada pessoa a partir dos signos, dos planetas e das variações de graus, posições, etc.

Você já ouviu falar sobre mapa astral? Bem, muitas pessoas já, mas se você não tiver nesse time, não se preocupe. Aqui a gente te explica de uma forma sucinta o que significa ter um mapa astral e o que ele vem dizer para nós, meros mortais.

O mapa astral é nada mais que um guia. Ele mostra aspectos fundamentais na vida de cada pessoa a partir dos signos, dos planetas e das variações de graus, posições e etc… O mapa é diferente de pessoa para pessoa.

Mas seria o mapa astral uma verdade universal? Não necessariamente. O mapa astral exige muito da interpretação de quem escolhe estudar a área e nós somos sujeitos a energias, além de mudanças e também as nossas próprias escolhas.

Cada planeta vai reger um aspecto diferente de sua vida. A combinação entre eles vai dizer até que ponto uma situação pode ser boa ou ruim e como isso pode interferir em outras áreas.

Como você faz um mapa astral? Existem muitos sites bons que você pode fazer seu mapa, mas o que eu mais indico é o “Horóscopo Astral” (clique aqui – www.horoscopo-astral.com/index.php – para ser direcionado até ele). Lá você vai colocar dados como: data de nascimento (dia, mês e ano), hora e local (no caso o estado onde você nasceu). O bom desse site são duas coisas: você não precisa se preocupar com horário de verão, caso tenha nascido nele, ou seja, basta colocar sua hora normal de nascimento (a escrita na sua certidão), e por último, esse site vem com textos simples sobre cada posição do seu mapa, que vão servir como “Norte” para interpretar o que cada aspecto quer dizer.

Bacana, né?

O mapa astral, ou a astrologia, não vem como uma religião ou doutrina. É apenas um estudo complementar, pois se baseia muito nos planetas e a forma como energeticamente nos fazem nos comportar.

O mapa astral revela o futuro? Sim e há estudos que falam sobre o mapa astral argumentar sobre encarnações passadas e as famosas “coisas” que devemos resolver nessa vida e no agora.

Se você não acredita, ok. Agora se você estiver curioso, fazer um mapa astral não tira pedaço. Fica a dica.

Por Yamí de Araújo Couto

Mapa astral


Saiba aqui o que é e como descobrir o ascendente de seu signo.

No momento em que nascemos, os astros estão dispostos no céu de uma maneira singular. Para a astrologia, isso diz muito sobre quem somos, nossas características, tendências e o destino que traçaremos na vida. Para saber qual é a posição exata dos astros e dos signos do zodíaco com relação à Terra, no exato instante do nascimento de alguém é necessário que se faça o chamado Mapa Astral. Mas, o que é isso?

Conforme a astrologia, o mapa astral é um desenho do céu quando nascemos. Esse cenário nos influencia sob vários aspectos, como por exemplo, mostra as nossas vocações mais evidentes e pontos de nossa personalidade, até mesmo nossas tendências profissionais e afetivas ao longo da vida. O mapa astral é uma espécie de impressão digital, já que o aspecto do céu é praticamente único, pois se repete a cada vinte e seis mil anos. Para se obter o mapa, um astrólogo deve ser consultado e informado da data, hora exata e local de nascimento. É o astrólogo que interpretará o mapa astral, seus desenhos e seus códigos, decifrando com exatidão o que o posicionamento dos planetas e o modo como eles estão distribuídos significará na vida da pessoa.

Entre algumas nomenclaturas que aparecem no mapa astral, três são as mais importantes e centrais, é o caso do signo solar, o signo lunar e o signo ascendente. O signo solar é o mais conhecido, é o nosso signo mesmo e pode ser conhecido com a data e o mês do nascimento apenas. No mapa astral, esse é a casa em que o Sol está na hora do nascimento, ele representa a forma como cada um se mostra para o mundo, a energia que lança externamente. Já o signo lunar é determinado pela posição da lua, representa a intimidade e a real sensação de cada um consigo mesmo. A lua está ligada às emoções e à sensibilidade.

O ascendente é o signo do zodíaco que estava despontando no horizonte assim que a pessoa nascia. É uma espécie de olhar primeiro do ser perante o mundo. É possível que maiores detalhes sobre o mapa astral de uma pessoa e o seu ascendente sejam revelados quando levados em consideração outros fatores, como: planetas que estiverem na casa do ascendente e a localização do planeta que rege aquele signo, por exemplo. Junto ao signo solar e o lunar, o ascendente forma a denominada identidade astrológica de cada um. O signo ascendente no mapa astral vem representado pela chamada cúspide da primeira casa do desenho. Sua função é mostrar qual é a natureza da energia ou do perfil psicológico mais evidente durante a vida. Trata-se de algo a que não se tem domínio, mas que passa a ser controlada com a maturidade. Segundo os astrólogos, é mais recorrente que as características do signo ascendente apareçam com mais afinco depois dos vinte e oito anos de idade de uma pessoa. Para saber qual é o seu signo ascendente, o horário exato do nascimento é imprescindível.

Flávia Figueirêdo


Segundo a Astrologia Indiana, o fenômeno Kujadoscha é um aspecto importantíssimo na escolha do parceiro ideal.

De acordo com as posições de Marte no Mapa Astral Indiano indicam se a pessoa possui o fenômeno chamado Kujadosha, que poderá indicar problemas no casamento.

Para quem possui este fenômeno e não ter problemas no casamente nesta encarnação basta encontrar outro parceiro com o mesmo fenômeno. Caso contrário, poderá sofrer no casamento.

O Mapa astral ajuda na proteção e na escolha do pretendente ideal. Portanto, antes de casar é bom visualizar o mapa do seu prtendente e avaliar se você e ele possuem o fenômeno para evitar divórcios futuros.


Os signos influenciam até mesmo na fertilidade de uma pessoa. Existem signos que são mais férteis do que os outros.

Todos os signos são regidos por elementos da natureza: Terra (Touro, Virgem e Caprocórnio), Água (Câncer, Escorpião e Peixes), Ar (Gêmeos, Libra e Aquário) e Fogo (Áries, Leão e Sagitário). Se levarmos em consideração que os elementos são necessários para o crescimento da vida na Terra, reconhecemos que a Terra e a Água são os que mais simbolizam o crescimento. Portanto, signos da Água são os mais férteis, seguidos dos signos da Terra e os signos de Ar e Fogo são os menos férteis.

Observe a ordem do grau de fertilidade dos signos:

  • Muito férteis: Câncer, Escorpião e Peixes
  • Moderadamente Férteis: Touro, Libra, Sagitário e Aquário
  • Pouco Férteis: Áries e Capricórnio
  • Estéreis: Gêmeos, Leão e Virgem

Júpter é o planeta que indica os filhos, se no mapa astral ele estiver posicionado em algum signo estéril, isto poderá gerar impedimentos para ter filhos.

Saturno é o planeta que gera dificuldades para fertilidade, se ele estiver posicionado em um signo fértil, pode indicar capacidade de ter filhos mas com alguns impedimentos.

Em suma, onde se encontra a maioria dos planetas nos elementos no Mapa Astral pode indicar o grau de fertilidade de uma pessoa. Se em seu mapa a maioria dos planetas estiverem nos signos de terra ou água, é um bom indicativo de fertilidade.


Saber se relacionar com alguém pode ser muito fácil ou terrivelmente difícil. É muito comum encontrarmos pessoas que tenhamos mais afinidades do que outras. A casa 7 do nosso Mapa Astral é que rege os relacionamentos da nossa vida.

É na casa 7 que indica as qualidades que buscamos numa pessoa, tanto para amizades como para relacionamentos afetivos. O posicionamento dos signos e planetas nesta casa é que vai diferenciar como as pessoas vivem um relacionamento.

O signo de Libra é que rege a casa 7, este signo representa a sociabilidade e o relacionamento. Pessoas que possuem o signo de libra na casa 7 são sociáveis, simpáticas e sabem se relacionar bem com as pessoas e possuem o dom raro de aceitar as diferenças de cada um.


O posicionamento do Sol no céu, no dia e horário em que nascemos é que determina o signo que irá nos acompanhar para o resto de nossas vidas. Muitas pessoas, principalmente as que nasceram no dia da mudança dos signos, podem pertencer a um signo e serem de outro, sem saber.

Existem variações no posicionamento do Sol ano após ano, dos dias do mês em que ocorrem as mudanças nos ciclos. A data que o sol deixa um signo e entra no outro pode variar até dois dias, dependendo do ano.

O horário também interfere muito, o fato do Sol estar num signo em um determinado dia não significa que ele irá permanecer neste signo até o final do dia. Os horários mudam conforme o local e o ano. Por exemplo, duas pessoas que nasceram no dia 20 de abril podem ser do signo de áries ou de touro, dependendo do horário e do ano que elas nasceram.

Os casos que geram maior confusão é Áries, Aquário e Peixes. A saída do sol de Aquário e a entrada em Peixes pode acontecer no dia 18 ou 19 de fevereiro. Já a mudança de Peixes para Áries pode ocorrer no dia 20 ou 21 de março.

Por isso, para se ter certeza de qual signo pertence, é importante saber o posicionamento exato do Sol no dia e horário que você nasceu. O Mapa Astral pode lhe dar todas estas informações, se você souber o horário do seu nascimento. 


O posicionamento da lua no mapa astral é um dos fatores determinantes para saber se um relacionamento dará certo ou não.

Por isso que alguns relacionamentos não conseguem seguir o mesmo caminho, há tanta falata de compatibilidade, de entendimento e de diálogo. Outros conseguem ser expressar os sentimentos com uma facilidade maior, pois possuem mais harmonia, compatibilidade, etc. 

No nosso mapa, a lua simboliza a constituição emocional, explicando os nossos medos e paixões.

O posicionamento da lua influencia diretamente no comportamento emocional e familiar, fundamental para um bom relacionamento.

Quando as luas dos dois estão posicionadas em signos compatíveis haverá um melhor entrosamento entre os dois, facilitando com que a relação dê certo.


Para se fazer um Mapa Astral, os astrólogos precisam de algumas informações essenciais: data, hora e local do nascimento. Estes datos são fundamentais para se traçar o Mapa conforme a posição exata dos astros no céu no momento do seu nascimento.

Dados incorretos podem afetar a análise do Mapa, pois o signo ascendente muda de duas em duas horas e a lua movimenta-se cerca de um grau neste período. Portanto, antes de fazer o seu Mapa Astral, deve-se saber o horário exato de se nascimento, para não interferir as análises astrológicas.

As diferenças no fuso horário alteram as casas astrológicas, portanto é importante saber o local do nascimento para fazer um correto cálculo e análise de seu mapa.

Veja aqui mais informações sobre Mapa Astral.


Diariamente muitas pessoas folheiam jornais, buscam na internet ou em revistas o seu horóscopo com a previsão diária. 

O Horóscopo é o estudo da influência do Sol, da Lua e dos planetas na vida das pessoas.

O estudo da astrologia já vem dos tempos antigos onde pessoas tentavam entender o movimento dos astros. Hoje sabemos que eles que nos ajudam a medir as horas, indicam as estações do ano e até mesmo influenciam nos fenômenos da natureza e, na vida dos seres vivos.

As estrelas formam desenhos no céu e estes são chamados de constelação. Cada constelação apresenta umnome, dependendo da sua forma no céu. A cosntelação é relatada aos doze signos do Zodíaco.

A palavra Zodíaco é de origem grega e significa “ciclo de vida” e a palavra Horóscopo, também de origem grega, significa “a observação do tempo”

A verdade é que não podemos saber tudo sobre as nossas vidas e, em algumas situações isto pode ser explicado pela influência na posição dos astros. Os astrólogos estudam as mudanças que possam correr em nossas vidas de acordo com a posição do planeta e sua correlação.  

Muitas pessoas não acreditam em horóscopos, pois como alguém poderá ter um poder de previsão para milhares de pessoas ao mesmo tempo? Previsões não são iguais para todos. 

Por isso, deve-se fazer um estudo individual, de acordo com a data, a hora e o local de nascimento da pessoa. O signo Ascendente tem forte influência na personalidade e no destino das pessoas. 

Portanto, o horóscopo serve para dar uma pequena orientação, previsões devem ser feitas através do Mapa Astral completo. 



Quando chega a hora de escolher “o que quer ser quando crescer” surgem muitas dúvidas. E a decisão de qual profissào escolher indicará o caminho que será trilhado para o resto da vida. É muito comum pessoas que não fazem uma boa escolha profissional se sentirem frustados e insatisfeitos.

Se você está em dúvida qual profissão escolher, veja aqui algumas dicas de algumas profissões indicadas para o seu signo:

Áries:  médico cirurgião, dentista, psicólogo, diretor de cinema ou televisão, engenheiro, militar, jornalista e publicitário;

Touro: arquiteto, bancário, contador, design, engenheiro, economista, nutricionista, veterinário, artista;

Gêmeos: guia turístico, editor, escritor, jornalista, publicitário, radialista, realções públicas, professor, vendedor, diplomata e politico;

Câncer: gastronomia, nutricionista, arquiteto, cenografista, enfermeiro, veterinário, político, fotógrafo, antiquário e arqueólogo;

Leão: advogado, banqueiro, empresário, joalheiro, gerente, ourives, relações públicas e professor universitário;

Virgem: psicólogo, artesão, bibliotecário, advogado, enfermeiro, analista, escriturário, médico, veterinário e secretario;

Libra: design, arquiteto, estilista, advogado, árbitro, diplomata, juiz, relações públicas e militar;

Escorpião: engenheiro, médico, psicanalista, psiquiatra, químico, policia, administrador, computação;

Sagitário: comércio exterior, diplomata, guia turístico, publicitário, professor, psicólogo, escritor, editor e filósofo;

Capricórnio: engenheiro civil, arquiteto, antropólogo, dentista, dermatologista, político, pesquisador, geólogo e agricultor;

Aquário: filósofo, inventor, juíz, técnico informático, técnico de rádio ou televisão, assistente social, cientista e astronauta;

Peixes: médico, psicólogo, químico, astrólogo, enfermeiro, marinheiro, fotógrafo, meteorologista e assistente social. 

Existe uma forte relação entre signos e profissão, porém, é difícil afirmar qual profissão é a mais indicada se baseando somente no signo solar.

Para ter maior precisão das características, é indicado uma avaliação completa do mapa astrológico, que indica não só as características do seu signo solar, mas a partir do posicionamento dos astros no horário do seu nascimento irão descrever suas características pessoais e profissionais.

A partir daí pode-se avaliar qual vocação profissional lhe trará maior realização pessoal e satisfação.

Faça aqui o seu Mapa Astral Completo






CONTINUE NAVEGANDO: