Quiromancia – Leitura de mãos



  

A leitura de mãos ou quiromancia vem de uma arte antiga de interpretação (cerca de cinco mil anos, pelo menos), através da leitura da palma, cor e temperatura das mãos do consulente. Sua origem, conta a lenda, que veio do filósofo grego Aristóteles, que entre seus alunos, dedicava-se a um aplicado e  exímio nesta arte: Alexandre, O Grande, que com o passar dos anos, sendo dotado de tal sabedoria, recebia em seu reino comerciantes e mensageiros, e após os devidos cumprimentos virava a mão dos mesmos, para descobrir suas verdadeiras intenções. O ponto marcante na história veio pelo povo cigano, onde este dom era atribuído exclusivamente às mulheres do clã.

Este método de adivinhação do passado, presente e futuro tem por objetivo (como a maioria dos oráculos) o autoconhecimento e a realização pessoal.

Como uma identidade digital, a palma da mão não se modifica com o tempo, tendo sido formada e traçada desde o ventre de nossas mães. O que designa os acontecimentos referentes à visão do médium é cada indivíduo, de maneira distinta e particular, sendo o consulente o único ser capaz de mudar seu próprio destino.

Aristóteles acreditava que o órgão mais importante dos seres humanos eram as mãos, por suas palmas serem traçadas de forma exclusiva, agregando aos seres o timbre artesanal do Universo, mostrando aos seus pupilos que cada um é único e insubstituível.





A origem da palavra vem do grego "Kheiromanteia" e significa "Kheiro" = mão e "Manteia" = adivinhação.

Hoje, ainda vemos este tipo de 'oráculo' nas ruas, filmes e livros, como o recém-lançado “Quirologia – Aprenda a Ler Sua Mão”, da professora de Quirologia Sônia Regina Pinheiro, que ensina descritivamente e com ilustrações as técnicas de leitura e o desenvolvimento mediúnico para esta, que na minha humilde opinião, é a mais bela e peculiar forma de compreender a si mesmo, provando que as respostas estão sempre em cada um de nós.

Por Ivi Izys



1 comentário em “Quiromancia – Leitura de mãos

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *