Como Fazer uma Viagem de Turismo para o Espaço?

Saiba aqui como realizar uma viagem de turismo para o Espaço.

Parece ficção, porém, é mais que realidade concreta na vida contemporânea. A novidade é: Como fazer uma viagem de turismo para o espaço?

Antes: É possível viajar para espaço? Melhor dizendo: é possível viajar no espaço como turista? Atualmente, sim.

Não se trata de odisseia no espaço, mas, de seus primeiros passos para pessoas comuns, que não são astronautas.

Recentemente, foi divulgado um projeto que permitirá tours pelo espaço. Conforme matéria na Uol, está sendo colocado em operação uma série de viagens espaciais, dentro de um valor em torno de 125 mil dólares, por cabeça. No caso, o embarque se dá na nave intitulada Space Perspective, que consiste, basicamente, em uma espécie de cápsula que permite aos ocupantes desfrutarem de uma visão em 360°, a qual sobe em trajetória lenta por meio do impulso de um balão de ar quente, cujas dimensões chegam às de um estádio de futebol, podemos pensar em um imenso Zeppelin.

Este tipo de tour, em escala especial, poderá tornar-se um dos mais assombrosos e novos meios de se viver experiências extremas, em estratosfera, que proporcionarão visão acima do planeta Terra, ou seja, o projeto poderá tornar uma experiência que antes era para poucos, algo cada vez mais acessível.

Admirar nosso mundo desde um ângulo espacial é como que entrar cada vez mais em nossa imensa realidade, e dela adquirir uma noção cada vez mais clara.

Porém, ainda se trata de um programa que exige uma conta corrente mais abastada e paciência dos interessados. Atualmente são duas grandes organizações que oferecem essas viagens, por assim dizer, exóticas. São companhia que constituem uma fonte, ou nicho para viagens curtas diretas ao espaço, garantindo, ao menos, uns poucos minutos de permanência nessa experiência: a Blue Origin, dirigida por iniciativa bilionária, e a companhia Virgin Galactic, outra grande corporação de iniciativa bilionária.

Por meio dos serviços da Blue Origin, uma espécie de foguete é direcionada e lançada em rota vertical, para o alto do céu. A cápsula, na qual se encontram os passageiros, se desprende do voo ao atingir a escala de 100 km de altura, antes de declinar novamente para a superfície da Terra, em trajetória segura, firmemente atrelada em três paraquedas.

A companhia Virgin Galactic, por sua vez, opera em modo diverso: a decolagem se dá por meio de imenso avião de transporte, que percorre uma ampla pista clássica, carregando em sua fuselagem outra nave semelhante a um tipo de jato particular, o qual, em certa altura, se desprende do avião e, a partir do impulso deste, ganha velocidade adicional, tipo supersônica, para atingir uma altitude em grau 80 km. O passeio ocorre e finaliza com o mesmo aparelho descendo para a Terra planando, pousando suavemente.

Projeto ambicioso que requer muita responsabilidade. Nos dois passeios proporcionados por ambas as empresas, de seis em seis passageiros poderão (ou já podem) desconectar seus cintos para flutuar no interior da nave, e admirar a bela curvatura de nosso planeta.

Mas, então surge a pergunta fundamental: Quando será possível esse tipo de tour? Segundo nota da empresa Virgin Galactic, muitas pessoas interessadas já estão agendando seus pacotes este ano. A meta é iniciar as operações comerciais de forma regular, para este projeto, a partir do primeiro semestre de 2022. Se tudo ocorrer conforme os conformes, após os dois voos iniciais dos testes finais, serão abertas temporadas destes passeios audaciosos. Segundo consta, em torno de 600 passagens já foram reservadas e pagas.

A meta de cada uma das organizações que empreende esse tipo de turismo inédito está em realizar, no máximo, até 400 voos por ano, o que já é muito para um este tipo de viagem.

Paulo Henrique dos Santos

Post Anterior

Não há mais posts

Próximo Post

Não há mais posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *