O ano de 2009 está acabando, e chega a hora de um novo ano, novas experiências, novas conquistas, novos desejos. Mas para isso, é preciso parar, analisar e realizar um ‘balanço’ de tudo o que ocorreu em nossas vidas neste ano, todos os pontos positivos e negativos, o que precisamos melhorar ou mudar para alcançarmos nossos objetivos.

Após feito este feed back de nossas vidas deste ano que passou, precisamos nos organizar, detalhar e anotar nossos objetivos e desejos para a próxima etapa de nossas vidas: o Ano Novo, que além de trazer esperanças renovadas, traz a maturidade que alcançamos ao decorrer de todos os anos que passamos.

Ou seja, devemos fazer nosso planejamento estratégico de vida para o ano a se iniciar. Anotar tudo o que queremos mudar e alcançar, e o principal: dedicar-se a conquistá-los. Pois não adianta em nada planejar e não agir. Devemos nos conscientizar e  doar o máximo de nós para chegar onde almejamos.

Realizando isso, o sucesso é certo e a felicidade garantida para 2010!


A cultura é um elemento mais importante e influenciador na personalidade de um individuo e de os que os rodeiam. Assim, a cultura é um componente vital de uma sociedade que finca profundamente suas raízes neste grupo populacional humano.

Isto é visto nos países subdesenvolvidos, as ex-colônias, carente de uma cultura de dominador e com excesso de cultura dominada, acostumados a servir e com a auto-estima achatada.

Cultura é sinônimo de estudar, estudar e sinônimo de conhecer, estudar e sinônimo de criador, e o criador, aquele  responsável pelo desenvolvimento, já que, como a história explica, o caminhar normal de uma coisa criada ou surgida é a sua evolução.


A vida é vivida em uma sociedade ou em varias sociedades na qual ou nas quais deve ou deveria reinar a paz.

Nesse âmbito o direito se destaca como o elemento da paz ou da busca dela, pois, a sociedade necessita da paz para existir, ou seja, necessita de convivência harmônica das suas peças principias, o elemento humano, que se regula   por um sistema normativo de regras de conduta.

Portanto, tudo o que é realizado com pessoas ou entre pessoas necessita de regras de direito para se respeitar limitar o direito de cada um. Assim como já diziam, “o seu direito começa onde termina o meu”.


Hoje li um texto da Martha Medeiros na internet, que conta a história de um homem que era muito chato e ao se dar conta que isso estava atrapalhando sua vida ele resolve se tornar um cara extremamente agradavel, coitado! Acabou tornando-se mais chato ainda.

Se formos analisar isso de acordo com as nossas vidas, vamos concluir que não dá para ser o tempo todo uma pessoa, legal, agradavel, pois, em certo momento iremos falhar e ninguém irá nos perdoar por isso.

Ter educação é fundamental nos dias de hoje, mas ninguém aguenta uma pessoa que pede desculpa pra tudo. Em algumas coisas precisamos perceber que temos o direito de nos expressar e se a alguém não gostar de algo com certeza nos dirá, mas se não o fizer também o problema é dela.

Portanto, seja feliz e sem neuroses.Com certeza isso te tornará alguém muito mais legal.


Que o mundo está cada vez girando mais rápido e temos que nos desdobrar para acompanhar toda essa rotação ninguém tem dúvidas, mas o que tem trazido muita preocupação é o alto preço que temos que pagar por isso.

Deixamos de ver os nossos amigos, familiares, de falar com eles, porque simplesmente não temos tempo para isso e deixamos tudo para amanhã, mas, infelizmente este dia pode não chegar e ficaremos o resto dos nossos dias arrependidos por termos deixado de lado as pessoas queridas pela falta de tempo.

Muita coisa que tem acontecido, crimes brutais, jovens que matam em nome do amor, tudo isso não deixa de ser NOSSA culpa. Já reparou como as vezes alguém está ali diante dos nossos olhos contando como se sente e simplesmente ouvimos, mas é como se não estivessemos ali? Ficamos pensando nas coisas que temos para fazer, nos nossos grandes problemas e achamos um absurdo o que a pessoa está falando…. Ah! Se pudessemos observar, muitas vezes, a pessoa está gritando por ajuda, implorando um apoio e basicamente estamos ocupados demais para notar. Aí o tempo passa e as pessoas acabam cometendo loucuras e nós ficamos com cara de bobos e perplexos olhando e imaginando como isso pode acontecer e pensando que jamais imaginou que ela seria capaz de algo terrível.

Pare e pense: Você está disponibilizando um pouco do seu tempo para ouvir?


As Cartas Xamânicas ou Cartas de Cura Xamã (Medicine Cards), são muito utilizadas pelas tribos indígenas norte-americanas.

O Xamã é o “pajé” da tribo, que utiliza estas cartas para realizar curas do corpo de da alma.

A cura geralmente é feita no interior da pessoa, auxiliando o seu crescimento interior, desvendando o que está bloqueando seus caminhos e ajudando a construir um futuro melhor.

Veja mais informações sobre esta tradição dos índios americanos para o auto-conhecimento:


De acordo com os chineses, há cinco princípios básicos para o sucesso na vida: o Destino, a Sorte, o Feng Shui, Filantropia e Educação. 

O Destino está escrito no horóscopo, que indica o potencial do indivíduo, seus pontos fortes e fracos. O destino pode ajudar a afortunar uma pessoa que não conseguiu boas oportunidades navida, como pode ocorrer o inverso, tirar tudo de uma pessoa que naseu em uma boa família e teve a  melhor educação possível.

Sorte é algo a ser incentivado, especialmente a partir do pensamento positivo. De acordo com os chineses, você pode aprender a ter uma visão positiva da vida, otimista, porque se você pensar negativo será mais fácil atrair desgraças.

O Feng Shui é a arte através da qual podemos estar em sintonia com todos ou estabelecer uma maior harmonia com o universo e com tudo o que nos rodeia. É o que nos dá qualidade de vida.

Filantropia é dar sem esperar nada em troca. As leis universais se encarregarão de devolver com a mesma moeda. Em parte, tem a ver com o carma. Muitos estudiosos disseram que enriquece mais dar do que receber.

A Educação consite no aprendizado ao longo da vida, em estar informado, em saber conviver com o mundo e , ao mesmo tempo, ser humilde em reconhecer os seus erros e aceitar que há sempre algo a mais a se aprender.


Xamanismo é a mais antiga prática médica espiritual, teve a sua origem nos ancestrais da Ásia. De acordo com esta técnica, todos os seres vivos da natureza estão interligados formando uma família universal, cada um com a sua importância.

No Brasil, os povos indígenas utilizavam muito esta técnica. O Pajé, conhecido como Xamã, é o ser escolhido pela natureza para receber o dom da cura e compreender os sinais do Universo. Tudo tem o seu significado, o voo de um pássaro, o vento, a chuva, etc.

No xamanismo, cada animal rege um ciclo e cada um possui uma característica diferente. De acordo com a data de seu nascimento, o animal exerce influências sobre a sua personalidade. Confira qual é o seu animal de poder:

Ganso (22/dez a 19/jan): Determinado, é capaz de transformar  sonhos em realidade. Por ser fechado, não gosta de ter a sua privacidade invadida e respeita a individualidade alheia. São poucas as pessoas que te conhecem por completo. Amigo de todas as horas, detesta injustiças. Evite o excesso de cobranças a si mesmo, entenda que ninguém é perfeito e que para tudo na vida existe uma explicação, até para os nossos erros.

Lontra (20/jan a 18/ fev): Impulsivo, está sempre ousando sem medo de errar e às vezes pode ser mal interpretado por tomar estas decisões. Gosta de levar a vida de forma leve e prática, é extremamente romântico e acredita no amor eterno. Evite ficar o tempo todo no mundo da lua, é preciso saber a hora certa de brincar e de levar as coisas com mais seriedade

Puma (19/fev a 20/mar): Você é uma pessoa mística e espiritualizada. Dedica parte do seu tempo com ajudas de auto-conhecimento e meditação. Possui uma sensibilidade muito aflorada, evita se expor para não sofrer. A intuição é a sua forte aliada para guiar os seus passos e tomar decisões. Conselho: Arrisque mais, os erros e os sofrimentos são inerentes à vida do ser humano.

Falcão Vermelho (21/mar a 18/abr): Corajoso e auto-confiante, está sempre pronto a enfrentar novos desafios. A busca pelo novo, pelo desconhecido costuma guiar o seu voo. Detesta falsidade e costuma ser muito sincero, o que pode magoar as pessoas ao seu redor. É preciso pensar um pouco mais antes de tomar certas atitudes. Seja mais cauteloso e racional.

Castor (20/abr a 20/mai): Determinado, luta até o fim por seus objetivos e geralmente consegue tudo o que quer. Vive em harmonia e tranquilidade com os que o cercam. Costuma fazer amizades com facilidades e vê o trabalho como uma forma de crescimento. Cuidado com a sua teimosia, pois ela pode atrapalhar o seu crescimento e desenvolvimento espiritual. Exponha mais os seus medos e inseguranças.

Cervo (21/mai a 20/jun): Possui uma forte capacidade de percepção sobre tudo e todos à sua volta. Inteligente, criativo, possui um raciocínio incrivelmente rápido e objetivo. Evita expor a sua privacidade aos outros. Evite ser menos vulnerável em suas decisões e sentimentos. Procure ouvir mais os outros para engrandecer a sua alma e ajudar no seu crescimento espiritual.

Pica-Pau (21/jun a 22/jul): Extremamente sensível, costuma pensar bem antes de qualquer decisão e atitude. Costuma ser muito compreensível e amigável com todos que o cercam. É muito ligado e apegado à família. Evite tentar ser perfeito em todos os momentos. Às vezes é preciso assumir os seus erros sem ter penade si mesmo.

Esturjão (23/jul a 22/ago): Comunicativo, costuma se sair muito bem em trabalhos em equipe. Costuma enfrentar de cabeça erguidas os desafios da vida sem medo de errar. Costuma se entregar de corpo e alma a um sentimento. Não deixe que as suas fortes emoções tomem conta de você. Controle a sua ira.  

Urso Marrom (23/ago a 22/set): Nunca toma decisões impensadas, posui uma capacidade analítica impressionante. Detesta injustiças, mau-humor e pessoas que costumam fazer corpo mole. Esta sempre disposto a ajudar as pessoas. Não gosta de expor os seus sentimentos. Extremamente crítico, às vezes a sinceridade pode magoar as pessoas ao seu redor. O seu grande desafio é nào se deixar abater pelos seus medos e enfrentar os obstáculos. 

Corvo (23/set a 23/out): Possui um sexto-sentido muito apurado. Gosta de momentos de reflexão e de auto-conhecimento. Adora mudanças. Quando ama de verdade se entrega sem medos e curte a vida a dois. Cuidado com a sua indecisão, ela pode afetar os seus relacionamentos.

Serpente (24/out a 21/nov): Misterioso, intrigante, não se prende ao passado e está sempre à procura de mudanças. Possui uma forte personalidade, luta com todas as suas forças para conseguir o que quer. Ás vezes pode passar a imagem de ser uma pessoa pouco confiável. Controle mais os seus nervos e o seu jeito explosivo, que não faz bem para você e nem para as pessoas ao seu redor.

Alce (22/nov a 21/dez): Costuma enfrentar os problemas da vida com um equilíbrio de doçura e temperamento forte. é uma pessoa muito generosa e bondosa. Se preocupa muito com o seu lado espiritual e com o seu auto-conhecimento. Está sempre disposto a ajudar os outros. Mas tome cuidado com esse excesso de bondade, às vezes é preciso colocar as nossas vontades em primeiro lugar e ficar bem consigo mesmo para depois ajudar. 


A auto-importância é um problema 

Todos nós temos de procurar encontrar nosso valor específico como indivíduos que somos. Isso é humano e natural. Mas é errado confundir essa atitude com a auto-importância.

A auto-importância é uma força insaciável, pois está sempre exigindo que tenhamos mais poder, mais prestígio, mais fama, mais dinheiro, mais afeto, ou seja, mais tudo. Além disso, a auto-importância nos isola dos demais sem percebê-lo, pois nos convence de que somos superiores a todos, fazendo-nos viver uma ficção dolorosa e estéril.

Dessa forma, vivemos em conflito com tudo e com todos, pois vemos em tudo uma ameaça em potencial a nossa auto-importância.

Se refletirmos sobre isso, estaremos preparando terreno para que ela se torne menos tirana em nossa vida. Se acrescentarmos a essa visão o fato de podermos fazer decrescer dentro de nós o medo de não termos valor, nosso processo de libertação avançará a passos largos. 

“Nade liberto e feliz entre os obstáculos da vida”.

Paulo e Lauro Raful

Certo dia, um homem estava no quintal de sua casa e observou um casulo pensurado numa árvore. Curioso, o homem ficou admirando aquele casulo durante um longo tempo.

Ele via que a borboleta fazia um esforço enorme para tentar sair através de um pequeno buraco, sem sucesso. Depois de algum tempo, a borboleta parecia que tinha desistido de sair do casulo, as suas forças haviam se esgotado.

O homem, vendo a aflição dela para querer sair resolveu ajudá-la: pegou uma tesoura e cortou o restante do casulo para libertar a borboleta. A borboleta saiu facilmente, mas seu corpo estava murcho e as suas asas amassadas. 

O homem, feliz por ajudá-la a sair, ficou esperando o momento  em que ela fosse abrir as asas e sair voando, mas nada aconteceu.  A borboleta passou o resto da sua vida com as asas encolhidas e rastejando o seu corpo murcho. Nunca foi capaz de voar…

O homem então compreendeu que o casulo apertado e o esforço da borboleta para conseguir sair de lá, eram necessários para que o fluido do corpo da borboleta fosse para as suas asas para fortalecê-las e ela poder voar assim que se libertasse do casulo.

Moral da história: às vezes o esforço é necessário para o nosso crescimento e fortalecimento. 

Se vivêssemos a nossa vida sem passar por quaisquer obstáculos, talvez não conseguiríamos ser tão fortes quanto podemos ser.

Pedi Força… e Deus me deu dificuldades para eu ficar forte.

Pedi Sabedoria… e Deus me deu problemas para resolver.

Pedi Prosperidade… e Deus me deu cérebro e músculos fortes para trabalhar.

Pedi Coragem… e Deus me ofereceu perigo para eu superar.

Pedi Amor… e Deus colocou em minha vida pessoas com problemas para eu ajudar

Enfim… não recebi nada do que pedi.

Mas recebi tudo o que eu precisava…

(autor desconhecido)


Não temos um emocional equilibrado, em harmonia porque nossas emoções são sempre alimentadas por pensamentos, sentimentos, lembranças e atitudes inconscientes.

Raramente estamos centrados, ou seja, temos dificuldade em nos manter em ponto de apoio dentro de nós, pois ficamos gravitando entre uma coisa e outra, um pensamento e outro, uma lembrança e outra, um reação e outra. 

Gravitar é dar voltas em torno de algo, atraídos por este. O que sucede conosco é que ficamos pulando aqui e acolá, lá e cá, mas nunca nos centramos, nos harmonizamos.

Para criar este emocional superior necessitamos dissolver os elementos que nos impedem de ter o devido equilíbrio, a ação correta para cada cena, para cada evento.

Conforme vamos cortando os alimentos dos defeitos vamos abrindo as portas do coração, pois o emocional superior é coração em paz, em harmonia, vibrando de acordo com os acordes do Pai.

Os tipos de alimentos que damos ao nosso interior durante o dia, é a forma que estamos alimentando nosso emocional.

Tudo soa e ressoa, atrai e retrai. Devemos estar em sintonia com as forças ascendentes do universo, pois assim vamos desenvolvendo o emocional superior.

Mas este se desenvolve não só com a meditação e a morte do ego. Embora estas duas práticas são fundamentais, devemos lembrar que nossa conduta, nossos hábitos, nossos alimentos internos, influenciam de forma considerável no emocional. 

Aqui vai o exemplo do nosso verbo, daquilo que falamos e das palavras que pronunciamos.

Também somos influenciados pelo ambiente que vivemos: um lugar mal cheiroso, barulhento e com cenas pesadas não nos fará bem. Por mais que façamos a morte do ego e estejamos sempre atentos, um ambiente assim nos deixará muito ativos, em um estado revolucionário. O emocional superior também necessita do ambiente místico, com boa música, um ambiente limpo e que não tenha cenas pesadas. Da mesma maneira que precisamos do revolucionário para eliminar os eus, precisamos do místico, pois coração se alimenta com todas as forças ascendentes do cosmo.

Da mesma forma é a alimentação: aquele que busca estar em harmonia, em equilíbrio com seu corpo e o universo não deve se alimentar com alimentos estimulantes como excesso de café, e outros produtos que são estimulantes. A gula além de prejudicar a saúde física, prejudica a saúde emocional e espiritual. O excesso de gorduras, açúcares, sal, prejudica nossa glândula hipófise, que é uma das co-responsáveis por algumas faculdades como a clarividência. Muitas de nossas glândulas estão atrofiadas, resultado de nossa degeneração física, emocional, sexual  e espiritual. Não sabemos mais nos alimentar nem com alimentos físicos e nem com os alimentos internos. Não só o excesso de alimentos prejudica as glândulas,mas também defeitos como ira, preguiça, inveja, luxúria, etc.

Enquanto estivermos  vivendo em extremos não iremos conhecer o caminho do meio, o centro, o equilíbrio. 

Encontrar o emocional superior é como aquele que começa um caminho, e isso é passo a passo, dia a dia, sem voltar para trás. A medida que vamos experimentando, vivenciando cada etapa do trabalho interno, o emocional superior vai cristalizando-se em nós, assim como a primavera, que começa com os brotos da flor, até que esta desabrocha totalmente.

Cada um de nós deve fazer com que a semente interna germine , alimentada pela água sagrada, pela força do Amor e pela luz solar.

Autor:  Moacir

Meditar para os ocidentais significa refletir sobre algo, para os orientais, meditar é algo bem mais amplo, é entar num estado de consciência sã para atingir uma melhor auto-compreensão.

A meditação nos ensina a desvendar como somos, como o nosso corpo funciona, como agimos em determinadas situações, enfim, iremos aprender a nos conhecer melhor para conseguirmos resolver os problemas que nos afligem por dentro.

A prática da meditação requer muita disciplina e regularidade.

Aprenda a meditar com as lições do vídeo abaixo:





CONTINUE NAVEGANDO: