O ano de 2009 está acabando, e chega a hora de um novo ano, novas experiências, novas conquistas, novos desejos. Mas para isso, é preciso parar, analisar e realizar um ‘balanço’ de tudo o que ocorreu em nossas vidas neste ano, todos os pontos positivos e negativos, o que precisamos melhorar ou mudar para alcançarmos nossos objetivos.

Após feito este feed back de nossas vidas deste ano que passou, precisamos nos organizar, detalhar e anotar nossos objetivos e desejos para a próxima etapa de nossas vidas: o Ano Novo, que além de trazer esperanças renovadas, traz a maturidade que alcançamos ao decorrer de todos os anos que passamos.

Ou seja, devemos fazer nosso planejamento estratégico de vida para o ano a se iniciar. Anotar tudo o que queremos mudar e alcançar, e o principal: dedicar-se a conquistá-los. Pois não adianta em nada planejar e não agir. Devemos nos conscientizar e  doar o máximo de nós para chegar onde almejamos.

Realizando isso, o sucesso é certo e a felicidade garantida para 2010!


A vida é vivida em uma sociedade ou em varias sociedades na qual ou nas quais deve ou deveria reinar a paz.

Nesse âmbito o direito se destaca como o elemento da paz ou da busca dela, pois, a sociedade necessita da paz para existir, ou seja, necessita de convivência harmônica das suas peças principias, o elemento humano, que se regula   por um sistema normativo de regras de conduta.

Portanto, tudo o que é realizado com pessoas ou entre pessoas necessita de regras de direito para se respeitar limitar o direito de cada um. Assim como já diziam, “o seu direito começa onde termina o meu”.


Hoje li um texto da Martha Medeiros na internet, que conta a história de um homem que era muito chato e ao se dar conta que isso estava atrapalhando sua vida ele resolve se tornar um cara extremamente agradavel, coitado! Acabou tornando-se mais chato ainda.

Se formos analisar isso de acordo com as nossas vidas, vamos concluir que não dá para ser o tempo todo uma pessoa, legal, agradavel, pois, em certo momento iremos falhar e ninguém irá nos perdoar por isso.

Ter educação é fundamental nos dias de hoje, mas ninguém aguenta uma pessoa que pede desculpa pra tudo. Em algumas coisas precisamos perceber que temos o direito de nos expressar e se a alguém não gostar de algo com certeza nos dirá, mas se não o fizer também o problema é dela.

Portanto, seja feliz e sem neuroses.Com certeza isso te tornará alguém muito mais legal.


Que o mundo está cada vez girando mais rápido e temos que nos desdobrar para acompanhar toda essa rotação ninguém tem dúvidas, mas o que tem trazido muita preocupação é o alto preço que temos que pagar por isso.

Deixamos de ver os nossos amigos, familiares, de falar com eles, porque simplesmente não temos tempo para isso e deixamos tudo para amanhã, mas, infelizmente este dia pode não chegar e ficaremos o resto dos nossos dias arrependidos por termos deixado de lado as pessoas queridas pela falta de tempo.

Muita coisa que tem acontecido, crimes brutais, jovens que matam em nome do amor, tudo isso não deixa de ser NOSSA culpa. Já reparou como as vezes alguém está ali diante dos nossos olhos contando como se sente e simplesmente ouvimos, mas é como se não estivessemos ali? Ficamos pensando nas coisas que temos para fazer, nos nossos grandes problemas e achamos um absurdo o que a pessoa está falando…. Ah! Se pudessemos observar, muitas vezes, a pessoa está gritando por ajuda, implorando um apoio e basicamente estamos ocupados demais para notar. Aí o tempo passa e as pessoas acabam cometendo loucuras e nós ficamos com cara de bobos e perplexos olhando e imaginando como isso pode acontecer e pensando que jamais imaginou que ela seria capaz de algo terrível.

Pare e pense: Você está disponibilizando um pouco do seu tempo para ouvir?


Em uma escola de estudo esotérico, os alunos se sentiam depressivos e a escola entrou num sistema de entropia.

Pensando em resolver o problema, convidaram um Mestre espiritual muito conceituado, que vivia distante, para dar uma palestra, a fim de que todos pudessem continuar evoluindo nos seus trabalhos esotéricos.

O Mestre aceitou o convite feito pelo grupo deixando os mesmos ansiosos e apreensivos, pois os alunos achavam que ele era um grande Mestre e resolveria todos os seus problemas.

Depois da grande espera, o Mestre chegou no centro de estudo e encontrou todos à espera de grandes falas, de grandes palestras e de grandes discursos…

O Mestre percebeu que a escola estava com poeira, sujeira, desarrumada e desoganizarda. Simplesmente, pegou um balde, vassoura, sabão e começou a jogar água para todos os cantos e limpar os recintos da escola.

Todos ficaram impessionados e se olhavam estupefatos. Então, alguém resolveu perguntar ao Mestre o que ele estava fazendo.

O Mestre respondeu.: – O QUE VOCÊS NÃO FAZEM.

Eles se entreolharam e começaram a pegar as vassouras, panos para ajudar o Mestre na limpeza,deixando o centro de estudos limpo.

Feito isto, o Mestre deu uma palestra sobre energia positiva e a importância da limpeza, dos benefícios que ela traz para o plano físico, do bem estar.

Dizendo que as pessoas devem dormir limpas, pois vamos nos apresentar em outras dimensões.

Precisamos estar relaxados, concentrados e sem stress. Ouvir música que nos faz bem para podermos elevar o espírito.

Falou da importância dos incensos para tornar o lugar agradável e perfumado, sem esquecer da importãncia das flores para equilibrar as energias,o ambiente e transformar o seu espaço em beleza interior e exterior.

Frisou a importância de cuidarmos da nossa alimentação.

Com esta sabedoria todos puderam alcançar uma oitava superior.


O dia de Santo Antônio, o Santo Casamenteiro, é comemorado no dia 13 de junho. Quem deseja encontrar a cara-metade e quiser uma ajudinha deste santo milagroso, deve realizar alguns rituais no dia 12 de junho.

Confira algumas simpatias para encontrar um grande amor:

  • No dia dos namorados (12/06), compre uma rosa vermelha e amarre uma fita de Santo Antônio na flor. Numa ponta da fita escreva o seu nome e na outra desenhe uma cruz. Deixe a rosa ao seu lado em dedicação a Santo Antônio, fazendo uma oração para que ele te traga o seu amor. Quando a rosa secar, leve a fita a uma igreja e deixe-a lá.
  • Outra simpatia, bem mais popular, é marrar uma fita branca na imagem do Santo e guardar a imagem de cabeça para baixo dentro do armário (guarda-roupas) pedindo para encontrar o seu amor em três meses. Fazer esta simpatia na note do dia 13.
  • Quem quiser descobrir o nome de seu pretendente deverá escrever os nomes dos candidatos, ou letras do alfabeto em vários pequenos papéis. Um dos papéis deve ficar em branco. Na noite do dia 12 para o dia 13, coloque os papéis dobrados num prato com água e deixe-o a madrugada inteira no relento. No dia seguinte,  o papel que estiver mais aberto indicará o nome ou a inicial do seu futuro companheiro.
  • Para descobrir se falta muitos anos para se casar, na véspera do dia 13 de junho, à meia-noite, amarre uma aliança (de qualquer pessoa) numa linha. Coloque um copo sobre uma mesa e segure o fio de modo que a aliança fique dentro do copo. Pergunte quantos anos faltam para você se casar, a quantidade de vezes que a aliança bater no copo corrresponde aos anos que faltam para você subir ao altar. Você também poderá perguntar qual é a primeira letra do seu marido, a quantidade de vezes que a aliança bater no copo, corresponde à primeira letra do nome do seu amor.

De acordo com os chineses, há cinco princípios básicos para o sucesso na vida: o Destino, a Sorte, o Feng Shui, Filantropia e Educação. 

O Destino está escrito no horóscopo, que indica o potencial do indivíduo, seus pontos fortes e fracos. O destino pode ajudar a afortunar uma pessoa que não conseguiu boas oportunidades navida, como pode ocorrer o inverso, tirar tudo de uma pessoa que naseu em uma boa família e teve a  melhor educação possível.

Sorte é algo a ser incentivado, especialmente a partir do pensamento positivo. De acordo com os chineses, você pode aprender a ter uma visão positiva da vida, otimista, porque se você pensar negativo será mais fácil atrair desgraças.

O Feng Shui é a arte através da qual podemos estar em sintonia com todos ou estabelecer uma maior harmonia com o universo e com tudo o que nos rodeia. É o que nos dá qualidade de vida.

Filantropia é dar sem esperar nada em troca. As leis universais se encarregarão de devolver com a mesma moeda. Em parte, tem a ver com o carma. Muitos estudiosos disseram que enriquece mais dar do que receber.

A Educação consite no aprendizado ao longo da vida, em estar informado, em saber conviver com o mundo e , ao mesmo tempo, ser humilde em reconhecer os seus erros e aceitar que há sempre algo a mais a se aprender.


Ninguém é inutil por ser um pequenino perante as coisas da vida.

Quando se fala em missão, geralmente cogita-se obras gigantescas e deveres grandiosos mas quase sempre impraticáveis, contudo, desempenhar bem uma tarefa é cumprir com o que nos comprometemos, por menos expressivo que possa parecer.

Quem varre nossas ruas ou recolhe nossos lixos o fazem se o fazem com Amor, o fazem também com Zelo e estão levando a termo a importante tarefa da Limpeza.

Portanto:

Não devemos esperar por ocupações mirabolantes para justificar nossa existência como seres proveitosos à Sociedade.

Extraordinário é o que estivermos realizando pelo próximo, por mínimo que seja. Criminosa é a nossa Indiferença.

(Paiva Netto)


Os astros no céu influenciam o nosso cotidiano e as atitudes que tomamos nos dias.

Neste mês de maio, o conselho astrológico é Organização e Planejamento. As lutas e o apego material ou moral irão requerer de você mais cuidado e sigilo neste mês. Ou seja, evite tomar atitudes impensadas, sem o devido planejamento.

Organize mais o seu dia, as mudanças são bem vindas. Que tal começar a organizar aquele armário bagunçado? Ou até mesmo mudar o posicionamento dos móveis da sala.

É tempo de determinação, de atitudes, é o momento ideal para iniciar um novo projeto, mas evite ficar falando por aí sem antes ter um correto planejamento das ações que irá tomar para de fato realizar o que foi planejado. 


A auto-importância é um problema 

Todos nós temos de procurar encontrar nosso valor específico como indivíduos que somos. Isso é humano e natural. Mas é errado confundir essa atitude com a auto-importância.

A auto-importância é uma força insaciável, pois está sempre exigindo que tenhamos mais poder, mais prestígio, mais fama, mais dinheiro, mais afeto, ou seja, mais tudo. Além disso, a auto-importância nos isola dos demais sem percebê-lo, pois nos convence de que somos superiores a todos, fazendo-nos viver uma ficção dolorosa e estéril.

Dessa forma, vivemos em conflito com tudo e com todos, pois vemos em tudo uma ameaça em potencial a nossa auto-importância.

Se refletirmos sobre isso, estaremos preparando terreno para que ela se torne menos tirana em nossa vida. Se acrescentarmos a essa visão o fato de podermos fazer decrescer dentro de nós o medo de não termos valor, nosso processo de libertação avançará a passos largos. 

“Nade liberto e feliz entre os obstáculos da vida”.

Paulo e Lauro Raful

Certo dia, um homem estava no quintal de sua casa e observou um casulo pensurado numa árvore. Curioso, o homem ficou admirando aquele casulo durante um longo tempo.

Ele via que a borboleta fazia um esforço enorme para tentar sair através de um pequeno buraco, sem sucesso. Depois de algum tempo, a borboleta parecia que tinha desistido de sair do casulo, as suas forças haviam se esgotado.

O homem, vendo a aflição dela para querer sair resolveu ajudá-la: pegou uma tesoura e cortou o restante do casulo para libertar a borboleta. A borboleta saiu facilmente, mas seu corpo estava murcho e as suas asas amassadas. 

O homem, feliz por ajudá-la a sair, ficou esperando o momento  em que ela fosse abrir as asas e sair voando, mas nada aconteceu.  A borboleta passou o resto da sua vida com as asas encolhidas e rastejando o seu corpo murcho. Nunca foi capaz de voar…

O homem então compreendeu que o casulo apertado e o esforço da borboleta para conseguir sair de lá, eram necessários para que o fluido do corpo da borboleta fosse para as suas asas para fortalecê-las e ela poder voar assim que se libertasse do casulo.

Moral da história: às vezes o esforço é necessário para o nosso crescimento e fortalecimento. 

Se vivêssemos a nossa vida sem passar por quaisquer obstáculos, talvez não conseguiríamos ser tão fortes quanto podemos ser.

Pedi Força… e Deus me deu dificuldades para eu ficar forte.

Pedi Sabedoria… e Deus me deu problemas para resolver.

Pedi Prosperidade… e Deus me deu cérebro e músculos fortes para trabalhar.

Pedi Coragem… e Deus me ofereceu perigo para eu superar.

Pedi Amor… e Deus colocou em minha vida pessoas com problemas para eu ajudar

Enfim… não recebi nada do que pedi.

Mas recebi tudo o que eu precisava…

(autor desconhecido)


Não temos um emocional equilibrado, em harmonia porque nossas emoções são sempre alimentadas por pensamentos, sentimentos, lembranças e atitudes inconscientes.

Raramente estamos centrados, ou seja, temos dificuldade em nos manter em ponto de apoio dentro de nós, pois ficamos gravitando entre uma coisa e outra, um pensamento e outro, uma lembrança e outra, um reação e outra. 

Gravitar é dar voltas em torno de algo, atraídos por este. O que sucede conosco é que ficamos pulando aqui e acolá, lá e cá, mas nunca nos centramos, nos harmonizamos.

Para criar este emocional superior necessitamos dissolver os elementos que nos impedem de ter o devido equilíbrio, a ação correta para cada cena, para cada evento.

Conforme vamos cortando os alimentos dos defeitos vamos abrindo as portas do coração, pois o emocional superior é coração em paz, em harmonia, vibrando de acordo com os acordes do Pai.

Os tipos de alimentos que damos ao nosso interior durante o dia, é a forma que estamos alimentando nosso emocional.

Tudo soa e ressoa, atrai e retrai. Devemos estar em sintonia com as forças ascendentes do universo, pois assim vamos desenvolvendo o emocional superior.

Mas este se desenvolve não só com a meditação e a morte do ego. Embora estas duas práticas são fundamentais, devemos lembrar que nossa conduta, nossos hábitos, nossos alimentos internos, influenciam de forma considerável no emocional. 

Aqui vai o exemplo do nosso verbo, daquilo que falamos e das palavras que pronunciamos.

Também somos influenciados pelo ambiente que vivemos: um lugar mal cheiroso, barulhento e com cenas pesadas não nos fará bem. Por mais que façamos a morte do ego e estejamos sempre atentos, um ambiente assim nos deixará muito ativos, em um estado revolucionário. O emocional superior também necessita do ambiente místico, com boa música, um ambiente limpo e que não tenha cenas pesadas. Da mesma maneira que precisamos do revolucionário para eliminar os eus, precisamos do místico, pois coração se alimenta com todas as forças ascendentes do cosmo.

Da mesma forma é a alimentação: aquele que busca estar em harmonia, em equilíbrio com seu corpo e o universo não deve se alimentar com alimentos estimulantes como excesso de café, e outros produtos que são estimulantes. A gula além de prejudicar a saúde física, prejudica a saúde emocional e espiritual. O excesso de gorduras, açúcares, sal, prejudica nossa glândula hipófise, que é uma das co-responsáveis por algumas faculdades como a clarividência. Muitas de nossas glândulas estão atrofiadas, resultado de nossa degeneração física, emocional, sexual  e espiritual. Não sabemos mais nos alimentar nem com alimentos físicos e nem com os alimentos internos. Não só o excesso de alimentos prejudica as glândulas,mas também defeitos como ira, preguiça, inveja, luxúria, etc.

Enquanto estivermos  vivendo em extremos não iremos conhecer o caminho do meio, o centro, o equilíbrio. 

Encontrar o emocional superior é como aquele que começa um caminho, e isso é passo a passo, dia a dia, sem voltar para trás. A medida que vamos experimentando, vivenciando cada etapa do trabalho interno, o emocional superior vai cristalizando-se em nós, assim como a primavera, que começa com os brotos da flor, até que esta desabrocha totalmente.

Cada um de nós deve fazer com que a semente interna germine , alimentada pela água sagrada, pela força do Amor e pela luz solar.

Autor:  Moacir

Está chegando a Páscoa, é tempo de refletir, de perdoar, de mudar, de ter esperanças e tomar ações para viver uma nova vida. Uma vida em Cristo, uma vida com paz, esperança e, acima de tudo, com muito AMOR.

Que a Páscoa não seja vista só como o dia em que recebemos chocolates e coelhinho, mas que as pessoas não se esqueçam do verdadeiro significado deste dia: A ressureição de Jesus Cristo.

Que a luz de Jesus ressuscitado ilumine o seu caminho e lhe dê forças e coragem para prosseguir e construir um Mundo Melhor.

Feliz Páscoa!!


Segundo a tradição Hindu, os devas (deuses) e asuras (demônios) receberam o soma, que é o néctar da imortalidade que concede a imortalidade a quem o toma, porém, este só tem efeito se o líquido for oferecido a outro ser e, se ingerido por ele mesmo, perde o poder da imortalidade. Portanto, os asuras, que eram incapazes de ceder o néctar aos devas, não se beneficiaram com o néctar. Já os devas, pela grande generosidade e compaixão que tinham em seus corações, conseguiram se beneficiar com o néctar.

Este fato traz o ensinamento de que o néctar sozinho não nos liberta do samsara, que é o ciclo do nascimento e mortes. Os demônios tiveram acesso ao líquido, mas foram incapazes de conseguir o benefício, pois não possuiam amor, generosidade e compaixão e foi justamente o ato generoso, compassivo e amoroso de oferecer o néctar aos outros que os deuses conseguiram se tornar imortais.

São as nossas virtudes que nos tornam imortais. Todos têm acesso ao néctar e é o uso correto dele que nos dirá se nos tornaremos deuses ou demônios. Depende das nossas escolhas, das renúncias e das nossas doações. O segredo está dentro do nosso coração.


Desde a antiguidades, os povos se orientavam pelas fases da lua. A contagem das luas nos deram fundamentos para a nossa idéia de semanas e meses. 

Para os antigos, o tempo era estruturado em fases, de acordo com a lua, e elas possuiam características próprias, o que tornava algumas atividades apropriadas para algumas fases e impróprias para outras.

Veja a influência das fases da lua em nossas atividades do cotidiano, na nossa sensibilidade e disposição:

Lua Nova: É o início de um novo ciclo, simboliza uma oportunidade de recomeço e crescimento. Nesta fase as idéias devem ser retomadas para serem postas em práticas nas próximas fases. Neste período temos uma tendência maior a ficarmos mais indecisos e introspectivos. Não é um bom momento de tomar decisões, mas de amadurecer as idéias.

Lua Crescente: É o período de crescimentos, ideal para vencer os obstáculos não resolvidos. Aos poucos as nossas idéias e emoções  vão se tornando mais claras. Otimo momento para colocar em prática o que foi planejado. Nesta fase nos tornamos mais sociáveis.

Lua Cheia: Simboliza a plenitude, se as idéias das outras fases derem certo, trará realização e satisfação. Os nossos planejamentos atingiram o nível máximo de potencialidade. Nesta fase ficamos mais receptivos e mais ligados ao nosso inconsciente.

Lua Minguante: É o período para avaliar aquilo que foi feito. Esta fase nos desafia a crescer internamente e a querer mudar. Momento muito favorável para “insights”. Nesta fase as pessoas tendem a ficar mais sensíveis e emotivas. 


Nesta belísima fábula, conta sobre a história de amor Sol e da Lua e veja a força do AMOR.  Este sentimento mágico e divino é maior que tudo e, quando verdadeiro, nem a distância nem o tempo é capaz de destruir.

Vale a pena conferir:


1. Grandes amores e grandes conquistas comportam grandes riscos;

2. Se por um acaso perderes, tire proveito daquilo que aprendeu com a derrota;

3. Lembre-se dos três “R”: Respeite a si mesmo, Respeite os outros e Responsabilize-se pelas suas ações;

4. Lembre-se que às vezes, não conseguir o que queremos pode ser um maravilhoso golpe de sorte;

5. Aprenda sobre as regras e saiba usá-las no momento certo;

6. Não deixe que uma pequena discussão afetar um grande relacionamento;

7. Quando descobrir que cometeu algum erro, tente corrigí-lo o mais breve possível;

8. Fique algum tempo sozinho, sinta-se bem com a sua companhia;

9. Aceite as mudanças mas nunca abandone os seus valores;

10. Lembre-se de que às vezes o silêncio é a melhor resposta;

11. Tente viver com plenitude e muita honra;

12. Viva o presente intensamente pois quando você ficar mais velho e se recordar do passado, poderá desfrutar as alegrias vividas novamente;

13. Viva num ambiente de amor em seu lar. Isso é a base da vida;

14. Quando discutir com alguma pessoa querida, evite fazer referências de fatos do passado, se preocupe com a questão atual;

15. Divida o seu conhecimento com os outros, é uma forma de garantir a sua imortalidade;

16. Preserve a Natureza;

17. Pelo menos uma vez por ano, visite algum lugar que nunca tenha ido antes;

18. Lembre-se que a melhor relação é aquela em que o amor mútuo é maior do que a necessidade mútua;

19. Julque o seu êxito por aquilo que você teve que renunciar para conseguir atingí-lo;

20. Ame e trabalhe com absoluto empenho.


Se tudo na vida fosse fácil, não teria graça. O sofrimento deve ser visto como uma forma de aprendizagem, aprendemos com os erros e evoluímos com isso.

Tudo na vida tem uma razão para acontecer. Há momentos de tristeza, de alegrias, de agonia, de amor…

Aprenda a aceitar os fatos, a entender que tudo chega na sua hora certa, viva a vida intensamente, sem medo de errar e, se errar, levante a cabeça e recomece. Deus lhe dará forças para isso. 

Veja aqui um vídeo muito bonito com 13 conselhos para a vida:





CONTINUE NAVEGANDO: